Você é o que escolhe ser!

FB_IMG_1462244250171

Olá!

O post de hoje está muito bacana, com direito a brilhante exposição e reflexão da amada Camila Delamar, caso ainda não conheça o canal dela, precisa conhecer!

Enfim…

Graças a Deus, cada vez mais nós mulheres, e essencialmente nós mulheres negras, estamos descobrindo nossa beleza natural, nos empoderando, nos aceitando, nos amando, exatamente como somos, e rompendo de uma vez por todas, com esses “padrões” de beleza criados pela sociedade.

Não é atoa que aqui no blog eu contei várias dessas histórias de aceitação, posts emocionantes e inspiradores! Dessas moças lindas aí. Vale muito apena você conferir, clicando aqui.

Entretanto, tenho reparado que apesar da libertação à chapinha, ao alisamento, relaxamento, progressiva e afins… Dessa ideia de aceitação de um modo geral, do retorno aos cachos, ao crespo, aos blacks, tem muita gente que tá confundindo as coisas!

Fico muito chateada quando percebo se instaurando como “padrão” a negra usar o cabelo crespo, como se fosse crime alisar.

Sinceramente, só quem já se sentiu feia, por achar seu cabelo feio, sabe do que estou falando, essa questão é muito mais interior, tem muito mais a ver com auto estima, do que com o cabelo propriamente.

E pra abordar este assunto eu convidei a Camila, afinal, ela representa as negras alisadas, com o livre arbítrio que Deus a deu, escolheu se aceitar, alisando o cabelo, e não porque a sociedade espera isso dela, mas por escolha, porque é exatamente assim que ela se sente bem.

Olá meu nome é Camila Delamar, moro em Contagem-MG, sou casada tenho dois filhos caninos Mel e Pingo, sou blogueira e estudante de Ciências Contábeis.

IMG_3536

Escrevo aqui para dar meu depoimento de superação. Hoje posso dizer que me amo e me aceito, procuro ser uma pessoa melhor todos os dias não só para mim, mas também para Deus, quero que ele tenha orgulho de mim.

Nem sempre foi assim, na minha infância era uma criança insegura, não me aceitava com minhas características, me sentia feia por ser muito magra, alta e com o cabelo crespo, pois era isso que a sociedade me fez acreditar, estava fora dos padrões que ela impunha.

Isso tudo me desmotivava era muito tímida, tinha dificuldades de me expressar, me relacionar com pessoas, não gostava de apresentações em público, nada que me colocasse em destaque e que atraísse os olhares dos outros para mim. Sempre achei que não conseguiria superar tudo isso e ser feliz.

Com o tempo e experiências ruins, fui me apegando mais a Deus e ele me ajudou a ter mais confiança e acreditar em mim, hoje me amo, amo minha cor, meu cabelo, claro que continuo com algumas inseguranças, mas nada que me impeça de vencer os obstáculos que a vida nos impõe.

O maior desafio que assumi em 2013 foi me expor ao máximo criando um canal no youtube e um blog, com esse trabalho aprendo a aceitar as críticas todos os dias, a desenvolver a habilidade de falar em público, fazer amizades e lidar com a maldade humana.

Deus me mostrou esse caminho abençoado que tem me ajudado muito e onde também posso ajudar outras pessoas. Espero muito que com esse depoimento possa ajudar pessoas que passam pela mesma situação para que procurem apoio em Deus, na família ou em algo que te motive e mude essa situação. Nunca deixe que lhe digam que você não é capaz, que não é bonita, que você não está dentro dos padrões, que você não é boa o suficiente.

A sua felicidade depende apenas de você, Deus te fez capaz de tudo enquanto você confiar em Deus não há nada que abale a sua felicidade.

Contudo, o motivo de estar aqui hoje, é porque a Isabella me pediu que desse minha opinião sobre a nova ditadura que anda afetando as mulheres, dos cabelos naturais, cachos perfeitos, etc.

Não é segredo pra ninguém que uso meu cabelo alisado, por escolha, porque me sinto bem assim, me olho no espelho e gosto do que esta refletivo, porém diversas vezes já fui criticada por isso, como uma forma de imposição ao uso do cabelo crespo natural.

Como a Isa me acompanha, pediu que eu falasse sobre tudo isso.

Tenho visto muitas meninas assumindo os cabelos naturais e depois de todo o processo de transição e adaptação, voltam a alisar os cabelos novamente, isso porque acabam por mudar apenas por modismo, e não se atentam as consequências dessa mudança ou se ela é realmente desejada.

Quando pequena a sociedade impunha que todos tinham que ter o cabelos lisos, então cresci alisando meus cabelos, acreditando que ninguém me aceitaria com meu cabelo natural, que ele era feio e fora de moda e que se eu não estivesse dentro dos padrões, seria humilhada e excluída.

Passei longos anos da minha vida até que tudo mudou, cachos e crespos começaram a ser valorizados e os alisados não. Entrei em conflito com o meu eu, pois passei muito tempo acreditando em algo e isso mudou de repente. A minha reação depois de um certo período foi seguir essa nova “moda” e iniciar uma transição capilar, a fiz por 1 ano e meio.

Mas sempre que ia lavar os meus cabelos me olhava no espelho e via aquelas duas texturas e então comecei a questionar: “Quem das duas era eu?” “O que eu estava buscando?” “Quem eu queria ser?”

Após todos esses questionamentos cheguei à conclusão de que gostava dos meus cabelos lisos e da praticidade que isso me proporcionava e que estava indo para um caminho que não queria, apenas porque isso era imposto. Me libertei dessa amarra da sociedade e me libertei das imposições.

Hoje sofro muito preconceito, principalmente na internet, porque optei por alisar os meus cabelos. Diariamente recebo comentários do tipo: “Cabelo alisado é muito feio, não fica um liso natural.” “-Porque você não para de usar química isso danifica o seu cabelo!”. Essas coisas não me abalam porque eu fiz uma escolha, optei por ser assim, e estou convicta do que quero.

IMG_3974

Químicas todos nó fazemos, para alisar, para cachear, para colorir, descolorir ou até mesmo para hidratar. Então qual seria a diferença? Porque o cabelo alisado é crucificado e o crespo/cacheado descolorido (ou com química) não?

Cachos e crespos são lindos e a mudança é sempre válida, mas isso quando ela é realmente almejada e não porque todo mundo faz.

O recado que gostaria de deixar para todos é isso, sempre questione o por que das coisas, não aceite tudo apenas para ser igual, seja você!

Finalizo com uma música da cantora Pitty que se encaixa muito bem nesse contexto.

“Diga, quem você é me diga
Me fale sobre a sua estrada
Me conte sobre a sua vida

Tira, a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro jeito de ser

Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer consciente inconsequente
Sem se preocupar em ser, adulto ou criança

O importante é ser você, mesmo que seja, estranho
Seja você, mesmo que seja bizarro bizarro bizarro”

Acham que preciso acrescentar algo? Eu tenho certeza que não! Camila arrasou! Por esta razão, não deixe de expor sua opinião através de um comentário, afinal você é o que escolhe ser e o importante é ser feliz!!! 

Gostou do blog? O siga agora mesmo!

Minhas redes sociais caso queira me conhecer melhor:

1436390475_facebook1436390642_twitter1436390791_instagram

Instasize_0616085112
Snapchat: isabella-chryst

Um beijo e um abraço ❤

Anúncios

12 comentários sobre “Você é o que escolhe ser!

  1. joydaviz disse:

    Muito legal o post. Você sabe que ele pode gerar polêmica, né Isa? Achei super corajoso da sua parte (e da Camila também) falar sobre isso. Eu sempre usei meu cabelo natural (cacheado) nunca quis alisar, a não ser para alguns eventos. Muitas vezes as pessoas falavam que eu deveria alisar, que ficava mais bonita assim e eu me sentia linda de cabelos lisos, porém achava linda também de cacheado, então preferi continuar com ele natural. Amei quando as cacheadas passaram a ser valorizadas e começaram a aumentar os produtos destinados ao público. Ideologias de auto estima são lindas, eu particularmente, acho muito lindo cabelo crespo e cacheado e tudo o que eles representam (empoderamento), porém não acho justo criticar uma garota porque ela não quer usar os fios naturais. Cada uma tem o direito de escolher ser do jeito que quiser, do jeito que se sente feliz . Parabéns pelo post, Isa. E me desculpe pelo textão é que eu me empolgo. ahahaha Beijo :*

    Curtido por 1 pessoa

    • Isabella Cas disse:

      hahahahaha obrigada pelo textão! ❤
      Polêmico mesmo, mas digno de reflexão! Quis fazer este post, por saber que cabelo é algo renovável então cada um pode fazer o que quiser com ele, o que te deixar feliz e pronto… rs Que não exista certo ou errado, apenas o que te torne feliz!
      Pra mim empoderamento é você ser o que quiser, convicto disso, custe o que custar rs

      Curtido por 1 pessoa

  2. onlysecretdreams disse:

    Adorei o post Isa… Creio que realmente devemos escolher quem queremos ser, e se nos sentimos bem com o cabelo natural ou não, o importante é sermos felizes com aquilo que temos e com o que escolhemos :))
    Sempre usei meu cabelo natural, as vezes eu implico um pouco com ele, mas sempre aceitei…
    Parabéns pelo post Isa!!
    Um beijão 😘😘

    Curtido por 1 pessoa

  3. Fabiana Rocha disse:

    Amei o post,as palavras não poderiam ter sido melhores , infelizmente o que vejo hoje são pessoas se metendo na vida de outras de uma forma abusiva querendo impor até a forma como devemos usar nosso cabelo é demais. Vejo em alguns grupos do face pessoas que acham que só porque alisamos nosso cabelo estamos deixando de assumir nossa negritude e aceitando uma cultura de “branco”. Não tenho nem nunca tive vergonha de ser negra,minha negritude tá na cor da minha pele ,na minha família,na minha mente é no meu coração,nao em como eu uso meu cabelo. Desculpe o textão. Beijos!!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s