Porque eu parei de alisar o meu cabelo?

Olá!

Demorei um pouco para decidir se compartilharia essa experiência. Não tinha certeza se deveria. Se teria coragem, se me faria bem.

Afinal, atualmente existem tantos blogs falando sobre cabelo, autoaceitação, autoestima. Me parecia absolutamente desnecessário compartilhar a minha história.

Mas dia desses finalmente fiz o meu “bc” (grande corte) retirei todas as pontas lisas que ainda restavam, e a sensação de liberdade e confiança foi indescritível! Finalmente conheci meu próprio cabelo, e o adorei.

Pelo que senti, resolvi dividir essa experiência com vocês, minha expectativa é que sintam o mesmo por aí, se emocionem, reflitam, e passem a se amar mais!

A história do meu cabelo é a seguinte:

Desde os meus 4 anos de idade minha mãe fazia relaxamento no meu cabelo. Sei que a intenção dela era a melhor possível, para que eu me sentisse feliz, pois eu pedia para relaxar e chorava porque não tinha o cabelo longo e liso como os das outras meninas.

Eu sempre pensei que o único jeito de ficar bonita seria alisando o cabelo. Que ter cabelo crespo era algo vergonhoso. Achava meu cabelo ridículo, e meu sonho era que Deus num passe de mágica me desse longos cabelos lisos ou no máximo ondulados.

Acreditava piamente que ter cabelo crespo era errado, e que era impossível usá-lo ao natural.

Durante quase 20 anos relaxei meu cabelo, e a partir dos meus 11 anos, além de relaxar eu fazia escova e placa. Me sentia bonita, mas a insegurança estava ali.

Sempre que o assunto era praia ou piscina, eu gelava só de pensar que teria de molhar meu cabelo, e que todos perceberiam que ele era “ruim”.

Com o tempo meu cabelo foi quebrando e ficando cada vez mais curto e sempre despontado.

Foi aí que em maio de 2015 eu vi um vídeo da Ana Lídia Lopes no Youtube, ensinando cachear o cabelo na transição. Jamais havia ouvido falar em transição, BC, aceitação, nada disso, me senti maravilhada e comecei a assistir um vídeo atrás do outro. Mas não tinha a menor coragem de fazer o mesmo.

Em setembro de 2015 eu decidi tentar, pela primeira vez em 11 anos, lavei meu cabelo e sai na rua sem escova. A sensação de liberdade foi incrível!!!

I-N-D-E-S-C-R-i-T-Í-V-E-L!

foto 2

E foi aí que decidi iniciar a transição, mas fraquejei e quando a parte crespa começou a crescer, relaxei novamente e fiz isso duas vezes.

Em março de 2016, me arrependi e tomei a minha decisão definitiva. Não sei de onde tirei forças, mas segui firme na transição. Em junho do mesmo ano descobri técnicas de texturização para os cabelos na transição e aí consegui cachear as partes lisas e acabou aquele sofrimento com as duas texturas.

foto 3

Aos poucos fui cortando, de 2 em 2 meses.

20170103_180749

foto 4

E planejava fazer o BC em agosto deste ano. Mas esses dia 22/03/2017, me deu a louca, após exatamente 1 ano de transição, peguei a tesoura e fui cortando todas as pontas lisas que ainda restavam e o resultado foi esse:

foto 5

Finalmente livre com meu cabelo crespo, feliz por ser linda ao natural. Liberta da química, da vergonha de molhar o cabelo, de toda insegurança e preconceito.

Hoje amo meus fios, não os troco por nada e me sinto livre pra fazer deles o que eu quiser, se eu quiser. Sou muito grata a Deus que me fez enxergar que a verdadeira beleza reside em nossos corações e na atitude de nos aceitarmos exatamente como somos.

Sei que não sou perfeita, afinal ninguém é, mas mesmo assim me amo por completo, me cuido, me melhoro, pra mim mesma e não por causa do que os outros vão pensar. Aprendi a me importar menos com as opiniões alheias sobre mim, e a me preocupar mais com a opinião de Deus, minha própria opinião sobre mim, e daqueles que verdadeiramente me amam.

O que posso dizer é que minha vida mudou muito após a transição capilar e aceitação do meu cabelo natural.

Realmente aceitação é uma mudança radical interior! Hoje me sinto mais segura, mais confiante, mais alegre, livre, mais eu. Sinto que Deus fez tudo certo da forma certa. Eu tenho a minha beleza, e ela começa de dentro pra fora. Não preciso seguir padrões, mas apenas ser quem sou, fazer o bem, amar e perdoar a todos e mais nada.

Meu complexo era o cabelo,  mas e o seu qual é/era? Talvez seja o peso, a altura, enfim… o que tenho pra te dizer é que você precisa se aceitar. Não há nada mais bonito do que ser confiante e feliz consigo mesmo.

Ah, tem sim, deixar um comentário bem sincero pra eu saber se você aí se identificou de alguma forma rs.

Ah, e esqueci de responder a pergunta, título deste post, porque parei de alisar o cabelo? Porque não sou obrigada a nada, oras, rs.

Anúncios

12 comentários sobre “Porque eu parei de alisar o meu cabelo?

  1. Andrelúcia S. disse:

    Eu me identifico bastante com sua história, passei por muitas dessas coisas e hoje eu posso ser livre. Já tem uns dois anos desde que fiz meu BC e hoje me arrependo por não ter feito isso antes, sabe? Eu sei que um dia, se eu alisar, vai ser porque eu quero e não porque meu cabelo “não tem jeito”. Me ensinaram errado sobre o meu cabelo (não só eu, como muitas outras meninas) e eu quero ser a pessoa que vai dizer ao mundo de pessoas que têm cabelo cacheado que elas podem escolher, elas sempre puderam.
    Parabéns pela coragem e você é linda!

    Curtido por 1 pessoa

    • Isabella Cas disse:

      Seu comentário eu amei! Isso mesmo, se quiser alisar, posso também, mas pra mudar, toda mudança é válida. Mas não por obrigação, esse é o espírito da coisa. Coragem mesmo rsrs só quem já passou, sabe que não é tão fácil falar sobre, mas a ideia é que sirva de experiência para outras meninas que ainda estão se libertando. Um beijo ❤

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s